pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Missão

Missão
Promover a recuperação das tartarugas marinhas, desenvolvendo ações de pesquisa, conservação e inclusão social.

Contexto histórico
Eram os últimos anos da década de 70 e não havia registro de qualquer trabalho de conservação marinha no Brasil. As tartarugas marinhas já integravam a lista das espécies em risco de extinção. Estavam desaparecendo por causa da captura incidental em atividades de pesca, da matança das fêmeas e da coleta dos ovos na praia.

No sul do Brasil, um grupo de estudantes cursava os últimos anos da Faculdade de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e organizava expedições a praias desertas e distantes para desbravar, descobrir, pesquisar, conhecer o litoral do país e as ilhas oceânicas. Ao mesmo tempo, o grupo fazia pesquisa dirigida, com o apoio do Museu Oceanográfico do Rio Grande.

O Projeto Tamar foi criado em 1980 e hoje é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas experiências de conservação marinha. Modelo para programas e projetos do Brasil e de outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental, o Tamar conta com a Fundação Pró-Tamar desde 1988 para apoiar os trabalhos de conservação e pesquisa.

O nome Tamar foi criado a partir da combinação das sílabas iniciais das palavras tartaruga marinha, abreviação que se tornou necessária, na prática, pelo espaço restrito para as inscrições nas pequenas placas de metal utilizadas na identificação das tartarugas marcadas para diversos estudos. Desde então, a expressão Tamar passou a designar o Programa de Conservação de Tartarugas Marinhas no Brasil.

Fundação Pró-Tamar
A Fundação Pró-Tamar executa a maior parte das ações descritas no PAN - Plano de Ação Nacional para a Conservação das Tartarugas Marinhas no Brasil do ICMBio/MMA. A Fundação é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, que em reconhecimento ao trabalho desenvolvido foi certificada pelo Ministério da Justiça em 1996 como entidade de Utilidade Pública Federal. 

A Lei N° 13.204 de 2015 causou uma mudança significativa nas organizações da sociedade civil extinguindo o título de Utilidade Pública Federal. Entretanto, são mantidos os títulos de Utilidade Pública Estadual para as regionais da Bahia e de Sergipe, e ainda de Utilidade Pública Municipal para: Itarema/CE; Pirambu/SE; Mata de São João/BA; Camaçari/BA; Linhares/ES e Ubatuba/SP.

Pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção, é a principal missão da Fundação Pró-Tamar/Projeto Tamar, que atua em 1.100 quilômetros de praias, em 26 localidades em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e ilhas oceânicas, em nove estados brasileiros.

O Tamar conta com patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, apoios e parcerias regionais de governos estaduais e prefeituras, empresas e instituições nacionais e internacionais, além de organizações não governamentais. Mas é fundamental o papel das comunidades litorâneas onde o Tamar está presente e da sociedade civil em geral, que participam e colaboram com a conservação das tartarugas marinhas, individual e coletivamente.

Petrobras