pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Pescadores celebram abertura da pesca da tainha em Florianópolis

09/05/2017 - A soltura de uma tartaruga marinha simbolizou a conscientização sobre como todos podemos proteger essas espécies e os oceanos. Leia mais. ↓

O Projeto TAMAR Florianópolis-SC participou do evento de abertura da safra da pesca da Tainha, no Campeche (01/05). Levou exposição de réplicas e banners com informações sobre a conservação das tartarugas marinhas e fez uma soltura especial de uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) que foi capturada incidentalmente em uma rede. A comunidade de pesca artesanal da ilha se reuniu em uma bonita celebração de agradecimento por mais uma safra e lembrou da importância de protegermos os oceanos.

As atividades iniciaram às 8:00, com um café para os pescadores, seguido de procissão e missa. Nesta parte da manhã, estiveram presentes o prefeito Gean Loureiro, os ex-prefeitos e ex-governador Angela Amin e Espiridião Amin, além de deputados, vereadores e líderes comunitários. Também estavam as principais emissoras de TV da região, como RIC Record, RBS e SBT. Ao meio-dia, ocorreu a formatura dos remeiros, rapazes que remam a canoa de arrasto de praia para as tainhas, capacitados por um curso de alguns meses. Os formandos receberam um kit com produtos do TAMAR.

Na parte da tarde, ocorreram as atividades culturais e jogos para as famílias que foram prestigiar o evento: corrida de canoa, cabo de guerra, jogo da tarrafa, juntaram crianças e adultos para se divertir com as tradições locais. Durante todo o dia, a exposição do TAMAR recebeu interessados em saber mais sobre as tartarugas marinhas. Mais de 1.000 pessoas participaram deste dia importante para a comunidade. "O momento foi especial para agradecer a parceria com os pescadores e manter viva a mensagem da conservação das tartarugas, mostrando o trabalho que fazemos para mais pessoas, além de sinalizar nosso apoio para futuras atividades", conta Juçara Wanderlinde, coordenadora do TAMAR Florianópolis..

Quem soltou a tartaruga foi o Seu Getúlio, pescador, líder comunitário e dono do rancho de pesca onde o evento foi realizado. Além dele, Seu Pedro, presidente da Associação de pescadores artesanais também participou. A energia e a emoção do público foram contagiantes, tornando essa soltura inesquecível! O evento foi encerrado com apresentação de boi de mamão, folclore típico da ilha.

O Projeto TAMAR começou nos anos 80 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental, hoje o projeto é a soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Tartaruga Verde ou Aruanã

Arembepe - BA

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras