pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

O IX Mês da Cultura Popular no TAMAR de Ubatuba valorizou manifestações culturais e musicais

31/08/2019 - 9ª edição homenageou Jorge Barbosa, mestre violeiro do Fandango Caiçara em Ubatuba. Leia mais... ↓

Durante o mês de agosto, o Projeto Tamar Ubatuba, realizou a 9ª edição do Mês da Cultura Popular, com diversas atividades voltadas para a valorização da cultura popular brasileira com ênfase na cultura caiçara.

Entendendo a importância da preservação, reconhecimento e incentivo da cultura popular, o objetivo dessa ação é exaltar o valor das práticas culturais regionais, de forma que as gerações presentes e futuras possam herdar e cultivar o patrimônio imaterial e através do conhecimento, manter viva a memória das próprias origens.

Os fins de semana agitaram o espaço Cultural do Centro de Visitantes do Tamar em Ubatuba com música, cultura e tradição. Todos os dias, foram exibidos curtas da série “Juro que Vi - Folclore Brasileiro”, que apresentaram o Saci, a Iara, o Matinta Pereira, o Curupira e o Boto cor de rosa em animações.

Desde o ano passado, o Mês da Cultura Popular tem um homenageado. Este ano a homenagem foi à Jorge Barbosa, um grande representante da cultura popular caiçara de Ubatuba. Pelos amigos, Jorge também é conhecido como Cachaca. Nasceu na praia de Itamambuca em 1932, e aprendeu a tocar viola com seu pai e sua mãe aos dez anos de idade. Participou do Fandango Caiçara de Ubatuba e há 40 anos leva consigo o conhecimento sobre a Folia do Divino Espírito Santo.

A abertura da programação do Mês da Cultura Popular contou com a inauguração da exposição fotográfica “Amigo pescador, Corridas de Canoas”, exibição do documentário  “Canoa, minha canoa” de Felipe Scapino e apresentação musical do cantor caiçara Luís Perequê com participação especial da cantora, instrumentista e compositora Nádia Campos, que nos trouxeram repertórios com cantigas populares e canções que abordam as relações humanas com a natureza.

Também foi realizada a mostra cultural com oficina de rabeca (09/08) pelo folclorista, rabequeiro e historiador caiçara Mario Gato; roda de causos e lendas caiçaras e as apresentações musicais  do Fandango Caiçara de Ubatuba (10/08) e do Grupo Concertada (17/08).



No encerramento  tivemos o relançamento do livro “Genocídio s dos Caiçaras” e um bate-papo com a autora, Priscila Siqueira, com a participação do advogado Camilo Terra, coordenador da Coordenação Nacional das Comunidades Tradicionais Caiçaras (CNCTC). Para fechar com chave de ouro as apresentações culturais da bela e colorida Dança das Fitas do Itaguá e a da Congada de São Benedito do Puruba.



O Projeto TAMAR começou em 1980 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. A Fundação Pró-Tamar executa a maior parte das ações descritas no PAN - Plano de Ação Nacional para a Conservação das Tartarugas Marinhas no Brasil do ICMBio/MMA. A Petrobras é a patrocinadora oficial do TAMAR, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. O TAMAR trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no país, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 26 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. Em Ubatuba, recebe o apoio da Prefeitura Municipal.  

Tartaruga Tartaruga-oliva

Ubatuba - SP

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras